Fastlane Street Racing

Fastlane Street Racing Lite 1.32

Acelere fundo no melhor estilo Velozes e Furiosos

Fastlane Street Racing é um came de corridas para iPhone emocionante e muito bem desenhado. Divertido de jogar e com a mesma sensação de como se estivesse dentro do filme. Ler descrição completa

PRÓS

  • Grátis
  • Boa sensação de velocidade
  • Replay da corrida com opção de 2 câmeras

CONTRAS

  • Poucos adversários
  • Somente dois níveis de dificuldade
  • Apenas dois circuitos na versão Lite

Bom
7

Fastlane Street Racing é um came de corridas para iPhone emocionante e muito bem desenhado. Divertido de jogar e com a mesma sensação de como se estivesse dentro do filme.

Você já pode acelerar o carro até o limite sem correr o risco de se machucar ou sofrer abordagem da polícia. O Fastlane Street Racing traz o gostinho do filme Velozes e Furiosos para dentro do seu iPhone.

Segure firme o celular e faça de conta que tem um volante nas mãos. O acelerômetro reconhece o movimento do telefone para você controlar o carro pelo asfalto no circuito urbano do Fastlane Street Racing.

Com os dedos na tela tátil você usa os pedais do acelerador e do freio. Os gráficos do Fastlane Street Racing mostram qualidade. Ao final da corrida você ainda tem direito ao replay com duas opções de câmera.

Se você sabe dirigir, o jogo pode parecer fácil, mas não é. Manter o controle de um veículo a quase 300 quilômetros por hora não é o mesmo que conduzir na cidade. Acelere fundo no Fastlane Street Racing e suba ao degrau mais alto do pódio.

Fastlane Street Racing

Download

Fastlane Street Racing Lite 1.32

Opinião usuários sobre Fastlane Street Racing

  • nelsoncsn

    por nelsoncsn

    "app"

    eese aap é muito bom quem quiser baixar pode baixar nao é virus é muitoooooooooooooooo bommmmmmmm esse apppppppp. Mais.

    escrito em 30 de julho de 2009

  • nelsoncsn

    por nelsoncsn

    "STREET RACING"

    eese aap é muito bom quem quiser baixar pode baixar nao é virus é muitoooooooooooooooo bommmmmmmm esse apppppppp... . Mais.

    escrito em 11 de julho de 2009